Be Woman é um negócio social que surgiu após Bianca Bleskan, fundadora e ilustradora da empresa, ser questionada: Já imaginou ficar menstruada sem ter acesso a absorventes?

A história começa em 2017, quando Bianca e seu esposo estavam assistindo uma reportagem sobre o conflito no Sudão do Sul, onde famílias estavam sendo obrigadas a deixarem suas casas para se refugiarem em Uganda. O coração de Bianca ardeu em um grande inconformismo.

Depois disso, o sentimento só aumentou e com ele a vontade de fazer a diferença. Hoje, queremos apresentar uma empresa que simplesmente nos encantou com sua história e com seu propósito em ajudar mulheres na África a terem acesso a absorventes.  

Vamos conhecer um pouco mais?

Be Woman: Como tudo começou…

Logo depois de assistirem a reportagem, Bianca Bleskan lembrou de sua amiga de infância Priscila, que tinha ido para Joanesburgo. 

Quando entrei em contato foi uma grande surpresa descobrir que ela já estava morando na África a mais de um ano, e que administrava junto com o esposo uma escola de missões “School of Missions”. Naquele momento ficou claro que eu participaria de uma das turmas da escola, algo me dizia que aquele era o caminho”

Em seguida, ela compartilhou a conversa com o seu esposo. “E perguntei para ele: Topa fazer uma viagem para África? Ele nem me questionou, simplesmente disse: Estou com você”. O casal começou a se preparar para a viagem.

Nesse meio tempo, Bianca conversou novamente com Priscila, para saber quais eram as necessidades que existem no continente, já que sua ideia principal não era chegar de mãos vazias . 

Priscila respondeu que as mulheres possuem uma dificuldade enorme durante seu ciclo menstrual para comprar absorventes. “Comecei a pesquisar sobre o assunto e vi que essa situação é muito comum no continente. As mulheres acabam utilizando métodos não seguros para conterem a menstruação como: jornal, miolo de pão e areia, com essas informações, a fundadora recorreu a uma amiga.

Debatendo este assunto com uma amiga (Bibi), ela comentou sobre um absorvente reutilizável. Eu não conhecia, mas imediatamente fui atrás para entender como funcionava. Encontrei o produto no Brasil, achei incrível e viável. Logo, já tinha a necessidade, o produto, porém faltava o recurso”, comenta.

Como levantar o valor necessário para adquirir absorventes reutilizáveis?

A fundadora da Be Woman nos surpreendeu quando contou como teve a ideia para levantar os recursos necessários. Bianca estava se arrumando, em frente ao espelho, e vendo a camiseta que estava vestindo pensou: “Vou bordar com pedrarias camisetas e vender para levantar o valor necessário e montar os kits”. Nesse exato momento surgiu o Projeto Be Woman. UAAL!

Os próximos três meses, Bianca com a ajuda da sua mãe e esposo, confeccionaram as camisetas que seriam vendidas para levantar os recursos necessários para os 100 kits. O resultado foi alcançado em 1 mês de vendas e logo Bianca e seu esposo, embarcam para a viagem que mudaria suas vidas.  

  • be-woman-africa-negocio-social (1)
  • be-woman-africa-negocio-social (5)
  • be-woman-africa-negocio-social (5)
  • be-woman-africa-negocio-social (5)
  • be-woman-africa-negocio-social (5)

Ficaram 30 dias na África, em junho de 2018, onde puderam alcançar muitas mulheres com doações dos kits de absorventes que levaram. Também entregaram 100 kits de higiene pessoal para mulheres que já não menstruavam mais. Ainda mais, compraram alimentos para o Centro Siyathandastimulation, que cuida de crianças com deficiência física e mental.

Voltamos para o Brasil cheios de energia e com o desejo ainda maior de fazer a diferença na vida das pessoas. Não podíamos parar, não podíamos deixar aquela entrega ser algo pontual. Foi então, que decidimos fazer algo a mais, transformar o Projeto em um Negócio Social”, conta Bianca.

Em março de 2019 oficializaram o Negócio Social Be Woman África! Onde parte do valor de todos os produtos vendidos é direcionado para viabilização de uma oficina de costura e doações de absorventes reutilizáveis na África.

Mas não para por aí! 

A maior conquista do projeto, concretizou em julho de 2020, o lançamento do e-commerce da Be Woman, com objetivo alcançar mais pessoas aqui no Brasil. No site é possível encontrar camisetas estampadas e canecas lindas. Além dos kits camisetas e canecas que formam o par perfeito para presentear.

Be Womam: um negócio social com a missão de transformar vidas

Somos um movimento, uma marca, um propósito e carregamos a missão de transformar vidas.

Essas palavras sintetizam todo o negócio social para vestir as mulheres no Brasil com peças que carregam propósito. 

“O maior benefício da Be Woman é impactar a vida de mulheres positivamente, desejamos transformar o mundo em um lugar mais justo e digno para todos”, pontua Bianca. 

Imagem: Be Woman

E quais foram os desafios encarados?

Sabemos que o início de todo o negócio não é fácil e com a Be Woman não foi diferente. A ilustradora conta que duas críticas marcaram o início do seu negócio social. 

Como todo o processo de produção das t-shirts – matéria prima, qualidade – era muito novo, a equipe começou a receber feedbacks dos clientes em relação a isso. Diante disso, analisaram com carinho cada ponto e o resultado são produtos confeccionados com qualidade e muito capricho.

A segunda crítica foram diversos questionamentos “Por que África e não Brasil?”. Bianca explica: “Segundo a ONU, 48 países vivem abaixo da linha da pobreza no mundo, sendo que 37 deles se encontram na África. Esse é apenas um dos vários motivos pelo qual a África está em nossos corações”. 

E enfatiza: “Acreditamos que vidas são vidas independente se no Brasil ou na África. O importante é sempre fazer o bem onde se faz necessário”.

Formada em Educação Física e Gestão de Marketing, Bianca Bleskan encontrou sua paixão no empreendedorismo social. Contudo, ela tem um arrependimento. Sabe qual é?

Meu principal arrependimento é não ter começado a empreender antes. Não vou dizer que a jornada é fácil. Porém, quando se tem propósito, os problemas e desafios ficam muito mais leves e o sentimento de conquista se torna libertador e incrível“.

Entretanto, a vida empreendedora é bem corrida e para organizar tudo isso com maestria, a ilustradora também precisa de um tempo para cuidar de si.

Hoje, gravidinha do seu primeiro filho, a ilustradora realiza caminhadas por uma indicação médica. Inclusive, pretende voltar a musculação, atividade física que realizava antes da gestação. 

Sempre digo que durante o dia exerço vários papéis: sou esposa, mãe, filha, irmã, amiga, estudante, empresária e por aí vai. O segredo para manter o equilíbrio e ter um tempinho para mim é organizar todos os meus papéis ao longo do dia, estipulando horários para cumpri-los” comenta. 

Para te motivar ou inspirar ainda mais, tem recadinho da fundadora da Be Woman pra você!

Entre em contato:

Se você quer conhecer mais sobre a Be Womam, você pode conversar com com a equipe através do site oficial ou pelas redes sociais.

Instagram@bewomanafrica | Facebook Be Woman 2.5

Leia Também:

Flor de Ameixa traz novidade para mulheres empreendedoras

Existe felicidade no trabalho?

Maternidade e carreira: é possível?

Você também pode gostar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *