O consumo de bebidas açucaradas é um hábito pouco saudável que, com o tempo, gera um impacto negativo no organismo. Você sabe o que acontece no seu corpo quando você decide parar de tomar refrigerante?

Apesar de terem sido publicadas certas advertências a respeito de seu consumo, milhões de pessoas continuam preferindo-os ao invés da água e das bebidas naturais.

Os altos níveis de açúcar que eles contêm são uma das principais causas de transtornos metabólicos e, por fim, favorecem o sobrepeso.
Isso também se aplica aos refrigerantes classificados como “light” ou “zero”, pois ainda que contenham menos calorias, também acabam afetando o metabolismo.

Um dos benefícios mais interessantes de parar de tomar refrigerante é que, em questão de dias, o peso corporal começará a diminuir, e não para por aí. Fizemos uma listagem dos principais malefícios que fara você pensar duas vezes antes de consumi-ló.

5 motivos para não ingerir refrigerante.

  1. Envelhecimento precoce. O fosfato presente no refrigerante, além de causar osteoporose, prejudica funções renais e musculares. Um estudo recente também concluiu que o consumo em excesso dessa substância causa envelhecimento precoce das células.
  2. Câncer. Os refrigerantes possuem diversas substâncias usadas para dar cor à bebida. Esses aditivos químicos são tóxicos para as células do organismo, causando agressões e propiciando o surgimento de câncer. Um recente estudo escocês associou o consumo de refrigerantes ao surgimento de câncer intestinal e colorretal. No Brasil, refrigerantes de cola possuem 67 vezes mais corante caramelo IV (um composto causador de câncer) que os vendidos nos Estados Unidos. Um estudo sueco publicado na revista científica American Journal of Clinical Nutrition apontou que uma lata de refrigerante por dia (cerca de 325 mL), aumenta o risco de homens desenvolveram câncer de próstata em 40%.
  3. Diabetes. Os refrigerantes possuem quantidades elevadas de açúcar, que aumentam o nível de glicose no sangue e a resistência à insulina. Esses fatores combinados elevam o risco de desenvolvimento de diabetes do tipo 2. Além disso, o consumo excessivo de açúcar leva a outros problemas como obesidade e aumento de triglicérides no sangue.
  4. Osteoporose. Os refrigerantes de cola possuem ácido fosfórico, um composto químico que aumenta a acidez do sangue. Para neutralizar esse aumento, o organismo utiliza o cálcio dos ossos, propiciando a osteoporose. Um estudo feito com mulheres que bebia apenas 3 refrigerantes de cola por semana revelou que elas perderam, em média, 4% de massa óssea de regiões do quadril.
  5. Menos ansiedade por comida. Quando evitamos os refrigerantes, o cérebro pouco a pouco vai se adaptando a bebidas mais saudáveis e, posteriormente, diminuem os episódios de desejo por comida. O açúcar e os adoçantes artificiais aumentam a produção dos hormônios que causam fome e, assim, é comum sentir o desejo de comer ao bebê-los.

O que acontece no seu organismo ao ingerir refrigerante.

Os refrigerantes produzem uma verdadeira revolução no organismo e, em apenas uma hora, conseguem alterar a pressão, levar embora nutrientes essenciais para o organismo e ainda ajudam o corpo a acumular gordura. Saiba o que acontece desde o momento que a bebida entra na boca, até 60 minutos depois, segundos os nutrólogos.

  • Primeiros 10 minutos: quando se toma uma lata de refrigerante (350 ml), cerca de 10 colheres de chá de açúcar chegam ao estômago, quantidade que corresponde a 100% do que é recomendado diariamente. O doce seria extremo e poderia causar até vômitos, mas isso não acontece devido à presença do ácido fosfórico que reduz esse gosto.
  • 20 minutos: o nível de açúcar no sangue está em excesso, forçando uma grande liberação de insulina pelo pâncreas, hormônio que facilita a entrada da energia em nossas células. Como há uma descarga grande de açúcar, ácido fosfórico e inúmeras toxinas, o fígado fica sobrecarregado, transformando o açúcar que recebe em gordura.
  • 40 minutos: a absorção da cafeína presente na bebida está completa. As pupilas dilatam, a pressão sanguínea sobe, o fígado responde bombeando mais açúcar no sangue. Os receptores de adenosina, que controla a energia no organismo, no cérebro são bloqueados para evitar tonturas.
  • 45 minutos: o corpo aumenta a produção do neurotransmissor dopamina, estimulando os centros de prazer do corpo. Fisicamente é a mesma reação provocada pela heroína.
  • 50 minutos: o ácido fosfórico empurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso, acelerando o metabolismo. As altas doses de açúcar e outros adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina.
  • 60 minutos: as propriedades diuréticas da cafeína entram em ação. Você urina. Agora é garantido que eliminará cálcio, magnésio e zinco, nutrientes essenciais para o funcionamento de vários órgãos, como coração, e ossos. Conforme vai reduzindo a satisfação proporcionada pelo açúcar e cafeína, inicia-se uma queda dos níveis de açúcar no sangue. Você começa a ficar irritadiço ou sonolento.

Conclusão: Refrigerantes não contêm nenhum valor nutricional e são repletos de cafeína, corantes e conservantes.

Com que regularidade você toma refrigerantes? Se você os ingere regularmente, leve em conta o quanto eles podem fazer mal ao seu corpo e trate de evitá-los.

Você também pode gostar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *