O biquíni é, e sempre foi uma das peças mais queridinhas pelas mulheres brasileiras, já faz parte do cotidiano, especialmente em cidades praianas como Rio De Janeiro, Florianópolis, Salvador, Fortaleza, entre outras no nosso país tropical. Massss, por acaso vocês já conhecem a origem do biquíni? Sabiam que o mesmo também já foi motivo de bastante alvoroço, bem la atrás, assim que surgiu? Isso por que, antes disso, as mulheres frequentavam a praia inteiramente vestidas. Por que o espanto? As primeiras peças de banho começaram as surgir nas décadas de 20 e 30, sob a forma de maio, ou aquele macaquinho mesmo.

O biquíni desde o princípio

Já o biquíni, peças de banho divididas em duas, surgiu na França, no ano de 1946, através das mãos do estilista Louis Réard. A inspiração do nome veio do Atol de Bikini, local que na época era usado para fazer testes de bombas nucleares, justamente por conta do furor que causou tal invenção tida por muitos como “bombástica”. Sim, afinal o biquíni foi recebido pela sociedade com certa aversão é muito choque. Na época, a única que topou ser fotografada utilizando o biquíni foi a modelo francesa Micheline Bernardini.

O biquíni desde o princípio

Sua maior aceitação, e consequentemente o sucesso, veio a partir dos anos 50, juntamente com a ascensão da atriz Marylin Monroe, e a figura da pin ups, que sempre usavam e abusavam do biquíni, sem maiores constrangimentos. Teve também a atriz francesa Brigitte Bardot, que durante sua atuação no filme “E Deus Criou a Mulher” acabou imortalizando de verdade o traje de banho de duas peças. Então, também passou-se a usar mais o biquíni aqui no Brasil, na mesma época, por vedetes que circulavam nas praias do Rio de Janeiro.

O biquíni desde o princípio

Durante os anos 60 (período em que o então presidente Jânio Quadros proibiu o uso da peça na sua praias, pasmem!) e 70, diante de todo os cenários tanto políticos quanto social, de luta pelos direitos femininos e liberação sexual, acabou-se popularizando ainda mais o biquíni. Nessa mesma época, deu-se o surgimento das práticas de topless, e também o modelo tanga, que é uma versão bem pequena e ousada da parte debaixo do biquíni, conhecida como fio dental. E tivemos aqui no Brasil a figura de Helô Pinheiro, que ficou conhecida como a Garota de Ipanema, desfilando pelas praias cariocas com esse famoso é tão polêmico traje de banho.

O biquíni desde o princípio

Também não podemos nos esquecer da atriz Leila Diniz, que já nos anos 70 se deixou ser fotografada usando biquíni, mesmo durante o seu período de gestação. Tal imagem acabou virando, naquela época, um símbolo do feminismo brasileiro.

O biquíni desde o princípio

Já então nos anos 80, surgiu o modelo asa delta, que também se tornou uma febre junto com o fio dental. E foi desde então que finalmente se popularizou por completo o biquíni, deixando de ser realmente considerado como um tabu. Podemos observar, nos dias de hoje o quanto a moda vive um momento bem mais democrático, não é mesmo? E também, nesse caso, todos os modelos hoje estão aí para bombar, como fio dental, asa delta, maiô, cintura alta, tanga, cortininha, modelos com bojo, e muito mais, porque agora tudo é permitido.

O biquíni desde o princípio

Com tudo isso, hoje a polêmica se dá em relação a ter um corpo legal e em forma para poder usar ou não. Pois, vocês querem saber qual a resposta? Então, para usar um biquíni, basta ter um corpo, ser feliz e bem resolvida consigo mesma….apenas isso!

Você também pode gostar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *